Respeite a arte! Ao reproduzir em outros lugares a obra de algum artista, cite o autor. Todas as poesias aqui presentes foram escritas por Mao Punk.

Visite também meu blog de textos: RESQUÍCIOS DEPRESSIVOS, SUJOS E NOJENTOS .
Textos que expõem a fragilidade e indecência humanas de forma irônica, metafórica e sem embelezamentos.

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

BILHETE

Prezado leitor que acompanha
Os versos deste desconhecido,
Preciso lhe avisar que fui.
Exatamente! Fui!
E levei a poesia comigo
(Talvez por isso não encontre
Nada de extraordinário por aqui).
Não sei quando retorno,
Mas deixei na geladeira
Uns poemas passados.
Pode abri-la e ficar à vontade.
Talvez sejam restos, só restos.
A outra parte eu devorei.
Agora quero fazer a digestão
(Algumas coisas são difíceis de digerir).
Pegarei o próximo voo
Que sai agora da plataforma
Dos pensamentos e anseios.
Por favor, não me espere!
Eu mesmo já não aguento esperar.
Por isso fui.
Não se preocupe. Estou bem.
E por isso parti
Antes que algo me aborreça.
Talvez, ao ler esse bilhete,
Eu já esteja longe.
Já estou longe! Nem mesmo vejo onde.
De qualquer forma, obrigado.
Quando eu voltar lhe escrevo uma poesia...
Se eu voltar.

5 comentários:

  1. Como se faz de rogado e simplorio sua arte é extraordinaria Maooozito *_*

    ResponderExcluir
  2. muito bom!
    Me deu uma baita fome.... vou ver o que tem na geladeira de bom, não devem ser restos... existe resto de palavras?

    bjão

    ResponderExcluir
  3. Adorei! E o que há nesta geladeira não são restos, mas um belo cardápio...
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. até na hora de sair, sai com classe

    ResponderExcluir